quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Querência

Queria ver-te, amor.
Ver-te para conversar,
observar seus olhinhos castanhos
pousarem como um íma sobre mim.
Juntos somos sempre mais que dois.
Não sobramos um no outro.
Somos exatos, enfim.
Queria ver-te, meu amor...
Viver, cantar, amar e fim.