quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Assim...

Assim é o amor:
...
Assim é a dor:
...
Assim é o acaso:
...
Assim, desamor:
...


Assim é a vida, assim é a palavra
seguindo viagem sem definição.
Três pontos eternos,
três vagas lembranças.
Essas reticências no meu coração.

6 comentários:

Milena Buarque disse...

Reticências é uma interrupção... Uma pausa para reflexão.
Mas, sempre tem uma continuação. ;)

Reticências, é bom! Rs.

Beijo,
Mi.

Márcio Vandré disse...

Que bela sintonia trouxe ao seu texto, Yasmin.
Me fez ficar orgulhoso de ti ao fim.
Tem um futuro imenso.
Tão imenso que só as reticências cabem nessa grandeza.
Um beijo!

fElIp£ disse...

A vida é assim..., uma reticencia sem fim (deu ate rima kk), mas o que quero dizer é que a vida é uma incerteza constante, nunca sabemos o q pode vir na nossa frente.
Parabens por mais um belo post

Yasmin Lara disse...

Milena, também adoro reticências, Muito mesmo.
Esse certo ar indiferente de quem continua. Nunca se acaba.
Obrigada pelo comentário, beijos.


Marcinho,
Eu que sinto orgulho do sr, oras. Com aqueles textos tão lindos!
Obrigada pelo comentário.
Beijos beijos
=)

Lipe!
A vida é assim mesmo. Contínua. Incerta. Gostosa em seu mistério.

obrigada pelo comentário.
Beijocas
=)

Varnion, o lobo solitário disse...

É engraçado se ver como reticências podem ser expressivas. Está de parabéns

Yasmin Lara disse...

Obrigada Bruno!
Amo reticências, rs.
E é reticente essa minha vida.
São reticentes muitos de meus momentos.
Nada como passar isso para o papel!

abraços