sexta-feira, 26 de junho de 2009

Caleidoscópios

E ela que achou que era tudo igual...
Tudo o mesmo, tudo real.
Tudo de verdade.
Tudo sempre igual.
Estava enganada...
Era tudo caleidoscópico.
O mundo. As cores. As pessoas.
Sempre mutáveis.
Sempre estando. Nunca sendo.
Sempre caleidoscópicas.





Imagem: http://br.olhares.com/caleidoscopio_foto1566823.html
Artista: Fernando Teixeira

...Sou uma fã de caleidoscópios. E das suas mudanças. De suas inconstâncias. Somos todos um tanto caleidoscópicos. Sem lógica...

Um comentário:

Varnion, o lobo solitário disse...

Gostei do poema.

Se todos nós fossemos sempre iguais seria tudo muito chato. A incostância move o mundo, assim como a desproporcionalidade faz as pessoas serem belas.