quinta-feira, 18 de junho de 2009

Lepidopteras

Voam borboletas.
Milhares. Milhões.
E estão por toda parte de mim,
ziguezagueando, batendo suas asas coloridas
por dentro de todo o meu ser.
E voam.
Irriquietas.
Inocentes.
Frenéticas.
Você ali, parado.
Observando.
E elas, borboletas,
só de te verem,
começam a borboletear pela minha barriga.
E um frio de expectativa chega,
batendo na porta de meus sonhos.
Meus olhos vidram.
E ainda estão a te mirar.
E essas borboletas,
de tantas cores e tamanhos,
não se cansam de em mim voar.
E voam.
Alegres.
Contentes.
Alvoroçadas.
Voando...
Como eu...





Imagem: Vitor Santana

...colega, obrigada por me deixar "afanar" sua foto, hehehe...

5 comentários:

Vitor Santana disse...

Lindo poema

mais o mais legal é a minha foto!!!!!

hehehehehe.

Valeue parabens!!!!!

Vitor Santana disse...

Pode usar quantas vc quiser....

nem se são uteis mais tá lá...

e novamente parabens pelo blog... muito bom mesmo !!!!!!!!!!

Varnion, o lobo solitário disse...

Muito bonito mesmo.

Uma bela forma de tratar um tema que se trata hoje em dia com tanta simplicidade e tão pouco cuidado.

Luiza de fato! disse...

Que gracinha;
adorei o poema.
;*

Rebeca disse...

Seu blog é lindo!
Cara, me apaixonei por esse ultimo post! Lindo lindo lindo!

beijinhos!