domingo, 28 de junho de 2009

Gira Mundo

Mundo, mundo
gira o mundo,
e eu me canso de rodar.
Ele girando,
vai passando,
Não se cansa de mudar.

Pena que esse mundo apressado
se cansou de me esperar!





Imagem: http://br.olhares.com/caminhando_pa_t_encontar_foto1518828.html
Artista: Marisa Gonçalves


...porque o mundo realmente se cansou de me esperar...

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Caleidoscópios

E ela que achou que era tudo igual...
Tudo o mesmo, tudo real.
Tudo de verdade.
Tudo sempre igual.
Estava enganada...
Era tudo caleidoscópico.
O mundo. As cores. As pessoas.
Sempre mutáveis.
Sempre estando. Nunca sendo.
Sempre caleidoscópicas.





Imagem: http://br.olhares.com/caleidoscopio_foto1566823.html
Artista: Fernando Teixeira

...Sou uma fã de caleidoscópios. E das suas mudanças. De suas inconstâncias. Somos todos um tanto caleidoscópicos. Sem lógica...

terça-feira, 23 de junho de 2009

Se for

Se for para amar,
que se amem como as palavras entregam-se à pauta.
Suavemente.
Livremente.
Sem pressa.
Se for para amar,
que ao menos não seja mentira,
que não precise ser para sempre,
que se aproveite cada segundo insano.
Que seja mais que eternidades castigadas,
que infinitos desgarradas de meu tempo.
Se for para amar,
que amem como ama o amor,
em todas as suas formas,
em todos os seus caminhos persistentes.
Que seja como fogo,
como brisa.
Gelo derretendo aos poucos.
Se for...que seja!
Simplesmente.




Imagem: http://br.olhares.com/fogo_2_foto1020698.html
Artista: Diana Oliveira

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Veredas

Nas veredas do tempo
me desdobro, me desfaço.
Nada sei do que virá, enfim...
sei que sim, me descompasso.




Imagem: http://br.olhares.com/o_tempo_passa_o_amor_nao_foto1013144.html
Artista: Ana Rita Rodrigues

Dancinha

Se você ficasse, se você me amasse
tomaria um beijo seu nesse momento.
Mas se você fosse para longe agora
eu iria embora sempre em sofrimento.

E essa eternidade não é mais que nada
se esse tempo aflito teimar a passar.
Sem você não fico, sem você eu morro,
sem você a vida não sabe alegrar.






Imagem: http://br.olhares.com/luz___sombra_foto2047467.html
Artista: Rita Loureiro


...mais pela métrica dos versos que pelo significado das palavras(ou pelos dois). E porque eu acho compassos 6/8 muito simpáticos, rs...

domingo, 21 de junho de 2009

Das coisas efêmeras...

Remando, remando,
seguindo as águas, deixando-me levar.
Sei que o rio vai correndo
e eu também não sei ficar.




Imagem: http://br.olhares.com/depois_do_sol_se_ir_foto1783357.html
Artista: Rui Pedro Queirós

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Lepidopteras

Voam borboletas.
Milhares. Milhões.
E estão por toda parte de mim,
ziguezagueando, batendo suas asas coloridas
por dentro de todo o meu ser.
E voam.
Irriquietas.
Inocentes.
Frenéticas.
Você ali, parado.
Observando.
E elas, borboletas,
só de te verem,
começam a borboletear pela minha barriga.
E um frio de expectativa chega,
batendo na porta de meus sonhos.
Meus olhos vidram.
E ainda estão a te mirar.
E essas borboletas,
de tantas cores e tamanhos,
não se cansam de em mim voar.
E voam.
Alegres.
Contentes.
Alvoroçadas.
Voando...
Como eu...





Imagem: Vitor Santana

...colega, obrigada por me deixar "afanar" sua foto, hehehe...

domingo, 14 de junho de 2009

Ausência

Uma ausência é falta, é morte,
é pecado sem perdão.
Ausência nada mais é que um vazio palatável,
uma dor inimaginável,
uma porção de areia, afundando aos poucos
para dentro do chão.
É olhar pela janela e nada ver.
É quando a única coisa que resta é tentar esquecer.
É perder-se em palavras sem sentido,
em neologias que não explicam o vazio,
é um frio que não se pode aquecer.
Ausência é mais que sentir saudade.
Pois essa tras como companheira a lembrança,
a memória colorida,
as fotos antigas em preto e branco.
Ausência não.
Ela vem sozinha,
solitária, sem nada para amenizar.
Ausência é um nada que pouco a pouco nos faz acabar.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Janela

Se você não vem,
nada é tranquilo.
Tudo pesa.
Tudo passa.
Tudo aguarda na janela.
Se você não vem,
faço das horas minhas esperas,
dos dias meus poemas,
dos segundos minhas quimeras.
E te aguardo,
te sinto,
te busco.
Quebro-me.
Fico na metade.
Se você não vem,
na verdade não sou nada,
apenas um vazio nessa estrada.



...porque a gente passa muito tempo só esperando na janela...

Imagem: http://br.olhares.com/janela_discreta_foto933615.html
Galeria do artista: Joseph de Sousa

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Criatividade

Penso.
Dramatizo.
Invento.
Sonho.
Inverto.
Desmonto.
Destruo.
Recrio.
Teço.
Me envolvo.
Removo.
Corto.
Sinto.
Amo.
Escrevo.
Rimo.
Somente assim sou coerente.
Só assim faço-me completa.





Imagem: http://br.olhares.com/vermelho_vermelhao_foto1442800.html
Galeria da artista: Maria Isabel Batista