segunda-feira, 11 de maio de 2009

O maior amor do mundo

O melhor amor do mundo, não é aquele que te pisca os olhos e te preenche por dois segundos depois foge, indo embora com as horas enquanto elas passam, cada vez para mais longe.

O maior amor, não é o que diz a toda hora que te ama, nem aquele que você espera que bata na sua porta para, enfim, te preencher, te completar. O amor maior não precisa chegar, não precisa te dividir, nem te oprimir, nem te obrigar. Ele sempre esteve ao nosso lado nos enchendo de carinho a cada novo sorriso, em meio à todas as nossas lágrimas. Ou simplesmente pelo prazer de nos fazer bem.

Esse amor, a gente percebe todos os dias no par de olhos que nos acorda, ou nos prepara ou café, ou que simplesmente nos dá bom dia. Um bom dia sincero. Ele não precisa estar a todo instante ao nosso lado para transmitir forças, pois já faz parte de nós, ou somos parte dele. É um amor que não precisa dividir-se com a obrigação de completar.

O amor maior, é dado de graça, sem condições, sem restrições. Ele não exige ser correspondido, exige apenas nossa mais completa felicidade. Esse amor não se quebra, não torna impuro, não conhece fim.

O amor completo, a gente sempre possuiu, desde o primeiro suspiro, e teremos até nosso último sopro de vida. Gostemos ou não. Mesmo em sua ausência física, esse amor tão grande sabe enviar uma mensagem boa, que como mágica, transborda nosso peito.

Temos o maior e melhor amor do mundo nos braços de nossas mães, ou então, abrigando a memória delas. Não percebemos, nem sempre valorizamos. Buscamos ao longe o que sempre possuímos. Mas o amor de mãe é tão puro e perfeito em si mesmo, que nem se importa, perdoa nossas falhas, nossas falhas, nossos caminhos errados. Sempre nos recebe de volta com um beijo de boas vindas, e quando diz adeus, chora sinceramente e nos presenteia com um pedaço de si. E nunca o pedirá de volta.

O amor de mãe é o maior amor do mundo.
É o amor mais eterno que a podemos conhecer.


Mãe...te amo!! Obrigada por tudo que eu sou, e pelo que você é!


Texto: Yasmin Lara
Imagem:http://br.olhares.com/rosa_foto1248546.html
Fotógrafo: Ana M. Bile

Nenhum comentário: