terça-feira, 14 de outubro de 2008

Um pouco de Salvador Dalí


Outro dia estava aprendendo Vanguardas na aula de literatura e me apaixonei perdidamente por Salvador Dali, o mais extravagante dos surrealistas. Apaixonei-me pela influência de Freud sobre as suas obras extravagantes e sobre os temas:sexo e todas as suas atribuições(angústias, medos,frustrações, traumas), a memória(permanência ou dissipação, muito marcadas pela figura dos relógios que se diluem em seus quadros), o sono e o sonho...

A obra de Dali que mais me chamou a atenção foi "Sonho provocado pelo voo de uma abelha em torno de uma romã, um segundo antes de acordar"(confesso que ainda conheço muito poucas). Num primeiro momento, achei a tela um emaranhado de loucuras, e vou dizer a verdade: odiei! Mas como estava sendo obrigada pela professora a ler a explicação para apresentar o trabalho, fiquei embasbacada com o texto sobre o quadro. Resultado: enlouqueci pela tela! Fiquei apaixonada com a riqueza dos detalhes e seus significados. Só pra vocês entenderem um pouco da minha paixão, vou deixar uma breve explicaçã: A romã e a abelha em pleno voo(que da nome ao quadro) aparecem bem pequenas na parte inferior da tela.No entanto,de uma projeção da romã à esquerda, salta um peixe, "vomitando" dois tigres que avançam sobre a mulher que dorme e sonha. A mulher levita, tendo ao fundo o mar da inconsciência, um elefante com longas pernas de pau, uma pirâmide de cristal que aprisiona uma mulher, uma baioneta. É tão perfeito o quadro, que no fim das contas, depois de tanta explicação, eu encontrei uma ainda mais simples(mas essa é uma opinião pessoal minha): todo o quadro, todos os devaneios do sonho da mulher, são causados pelo zumbido do voo da abelha no ouvido dela.

É ou não é apaixonante?Rs.

Nenhum comentário: